Este sítio utiliza cookies para assegurar uma melhor experiência de utilização. Ao continuar a navegar está a concordar com a sua utilização.

PT EN

Avaliação de sinergias da integração da recolha seletiva com a indiferenciada e a partilha de infraestruturas e serviços - relatório preliminar para consulta ao setor

2017.12.14

A+ A-

Pretende-se que este estudo constitua um elemento fundamental de apoio à decisão no domínio da otimização da atividade de recolha de resíduos urbanos e da sustentabilidade infraestrutural do setor de gestão de resíduos urbanos. O envio de comentários e contributos pode ser feito até ao dia 31 de janeiro.

Aquando da elaboração do Plano Estratégico para os Resíduos Urbanos 2014-2020 (PERSU 2020) a ERSAR considerou que deveria ser avaliada a existência de eventuais sinergias na integração da recolha seletiva e indiferenciada e na partilha das respetivas infraestruturas e serviços, tendo em conta a promoção de escala e de gama do setor de gestão de resíduos urbanos (RU), na medida em que este tipo de análise tem ainda uma expressão muito limitada em Portugal.

Nesse contexto, ficou patente no PERSU 2020 uma medida (8.1. da ação 7.6) que considera a possibilidade de promoção e avaliação de sinergias da integração da recolha seletiva com a indiferenciada e a partilha de infraestruturas e serviços.

Neste sentido, a ERSAR encontra-se a efetuar um estudo que pretende avaliar as potencialidades da integração da recolha seletiva com a indiferenciada, que identifique de forma criteriosa as vantagens, e as eventuais, desvantagens, assim como as diversas alternativas de implementação desta medida, tendo em vista o aumento da eficácia e da eficiência da operação de recolha de RU. O estudo deve, ainda, analisar a possibilidade da rentabilização da partilha de infraestruturas de processamento de resíduos e dos serviços, tendo em conta a promoção de economias de escala e da gama do setor de gestão de resíduos urbanos.

Este estudo foi adjudicado à Ambirumo – Projetos, Inovação e Gestão Ambiental, Lda., que elaborou o Relatório preliminar que se coloca agora à consulta do setor. O documento é essencialmente descritivo e carece do contributo de todo o setor para a sua consolidação, que se espera possa vir a ocorrer no primeiro trimestre de 2018.

Com vista a melhorar o conteúdo e o potencial de aplicação prática deste estudo muito se agradece, assim, o envio de comentários e contributos até ao dia 31 de janeiro p.f. para sinergias@ersar.pt.

Pode consultar o relatório preliminar em Documentos Associados.