Este sítio utiliza cookies para assegurar uma melhor experiência de utilização. Ao continuar a navegar está a concordar com a sua utilização.

PT EN

Prémios de Qualidade de Serviço em Águas e Resíduos 2011

2011.10.21

A+ A-

A ERSAR e o Jornal Água&Ambiente atribuíram os Prémios de Qualidade de Serviço em Águas e Resíduos de 2011 durante a 6.ª Expo Conferência da Água, em cerimónia realizada ontem, no Tagus Park, em Oeiras.
Esta iniciativa pretende contribuir para a melhoria da qualidade dos serviços de abastecimento público de água, saneamento de águas residuais urbanas e gestão de resíduos urbanos através da atribuição  anual  de  cinco  “Prémios  de  Qualidade  de  Serviço  em  Águas  e  Resíduos”  às entidades gestoras portuguesas que mais se distingam em diversas áreas.
EPAL, Águas do Centro, SIMTEJO, Maiambiente e Serviços Municipalizados de Água e Saneamento de Oeiras são as entidades gestoras premiadas este ano, por um júri de elevada exigência.
A iniciativa é promovida anualmente pela ERSAR e pelo jornal Água&Ambiente desde 2007, com a colaboração de reconhecidas associações técnico-científicas do sector (Associação Portuguesa de Distribuição e Drenagem de Águas (APDA), Associação Portuguesa para Estudos de Saneamento Básico (APESB) e a Associação Portuguesa de Recursos Hídricos (APRH) e de um centro de investigação de referência (LNEC).
Os prémios atribuídos reconhecem o bom trabalho das entidades gestoras seleccionadas e traduzem-se pela entrega de um troféu desenhado pelo Arq.º Álvaro Siza Vieira e fabricado em alumínio reciclado pós-consumo e em ouro branco reciclado pré-consumo, no âmbito do Projecto Remade in Portugal.
O prémio “Qualidade da água para consumo humano” foi atribuído à EPAL - Empresa Portuguesa das Águas Livres, S.A., pelo relevante papel desta entidade no abastecimento de água, em alta e em baixa, e pela consistência na manutenção de um elevado nível de desempenho desde o início do período de avaliação pela entidade reguladora, de que se salienta o cumprimento integral da frequência regulamentar de análise desde 2005 no abastecimento em alta e desde 2004 na distribuição em baixa. .
O   prémio   “Qualidade  de  serviço  de   abastecimento   público  de  água  prestado   aos utilizadores” foi atribuído à empresa Águas do Centro, S.A., pelo papel importante, dinâmico e pró-activo da empresa no abastecimento de água em alta, através de um sistema complexo e com grande dispersão populacional, que assegura um serviço de crescente qualidade a 16 municípios da zona centro, assegurando uma cobertura de serviço total, abrangendo mais de 126 000 alojamentos. A empresa tem vindo a demonstrar uma boa qualidade de serviço global nos últimos anos, com uma evolução muito positiva.
O prémio “Qualidade de serviço de saneamento de águas residuais urbanas prestado aos utilizadores” foi atribuído à empresa SIMTEJO - Saneamento Integrado dos Municípios do Tejo e Trancão, S.A.. Num sector onde ainda há muito para fazer no País, o prémio atribuído justifica-se pelo papel importante, dinâmico e pró-activo da empresa na gradual melhoria ambiental da região no que diz respeito às águas residuais urbanas, através de um sistema complexo que assegura um serviço em alta de qualidade crescente, cobrindo mais de 630 000 alojamentos, muito próximo da taxa global de cobertura prevista no contrato de concessão.
Como aspectos mais positivos realça-se a entrada em funcionamento das estações de tratamento de Alcântara (2009) e de Alverca (2010) e a conclusão das infra-estruturas de ligação à estação de Alcântara da zona ribeirinha de Lisboa entre Alfama e o Cais do Sodré, que se traduziram num aumento de alojamentos servidos de cerca de 12% e de águas residuais tratadas de cerca de 16%.
O prémio “Qualidade de serviço de gestão de resíduos urbanos prestado aos utilizadores” foi atribuído   à   empresa   Maiambiente   –   Entidade   Empresarial   Municipal,   pelo   relevante desempenho global da entidade gestora, candidata voluntária à avaliação da qualidade de serviço, na recolha indiferenciada e selectiva dos resíduos urbanos do concelho da Maia.
Salienta-se o  seu empenho no alargamento a todo o concelho do sistema porta-a-porta das recolhas indiferenciada e selectiva, bem como na recolha dos resíduos orgânicos. De referir a utilização de um sistema inovador para a gestão de reclamações, que permite o seu rastreio e cuja exploração tem ainda uma margem de progressão. Salienta-se ainda o trabalho desenvolvido tendo em vista a possibilidade de implementação do sistema PAYT (Pay As You Throw), em que a população paga o serviço com base na quantidade de resíduos produzida, e não por estimativa, incentivando a redução da produção de resíduos indiferenciados e/ou a adesão à separação da fracção reciclável. Refere-se por fim o facto de ser uma empresa com certificação de qualidade.
Finalmente, o prémio "Sensibilização pública para o consumo de água da torneira" foi atribuído aos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento de Oeiras e Amadora, pela continuidade das diversas campanhas de sensibilização para o consumo de água da torneira no período 2008-
2011 e pela diversidade de públicos-alvo, abrangendo praticamente todos os potenciais consumidores de água.
Complementarmente, esta entidade distinguiu-se pela elevada qualidade comunicacional, recorrendo a diferentes meios (multimédia, acções presenciais, folhetos de sensibilização, disponibilização de materiais promocionais e educativos, entre outros), em campanhas direccionadas a cada um desses públicos-alvo, adequando os meios de modo a assegurar uma maior eficácia na comunicação com cada grupo. De realçar também o facto de a entidade ter procurado a colaboração de parceiros locais (escolas, restaurantes, cafés, entre outras) nestas campanhas de sensibilização, beneficiando assim das vantagens multiplicativas da divulgação.
O júri entendeu expressar a sua satisfação pelo facto de 16 entidades gestoras terem promovido campanhas de sensibilização pública para o consumo de água da torneira, entendendo destacar, além da entidade premiada, a Águas do Algarve, os Serviços Municipalizados de Água e Saneamento de Almada, a Águas do Noroeste, a Veolia Água - Águas de Paredes, a Veolia Água - Águas de Valongo, a Águas do Douro e Paiva e a Águas de Coimbra. As boas práticas desenvolvidas nesta área poderão servir de exemplo a outras entidades gestoras.
O júri entendeu ainda expressar a sua satisfação pelo facto de diversas entidades, que não são objecto  de  intervenção  regulatória  da  ERSAR  face  à  legislação  em  vigor,  terem  decidido candidatar-se e consequentemente integrar o processo de avaliação da qualidade de serviço referente ao ano 2010. Foram elas: Águas de Coimbra, Câmara Municipal de Loulé, EAmb - Esposende Ambiente, EMAC – Empresa de Ambiente de Cascais, EMARP – Empresa Municipal de Águas e Resíduos de Portimão, FAGAR – FARO, Gestão de Águas e Resíduos, HPEM – Higiene Pública  (Sintra),  INFRAMOURA  -  Empresa  de  Infraestruturas  de  Vilamoura,  Maiambiente  – Entidade Empresarial Municipal, Resíduos do Nordeste, SMSB-VC – Serviços Municipalizados de Saneamento Básico de Viana do Castelo e TAVIRA VERDE, Empresa Municipal de Ambiente.
A ERSAR considera muito positivo o interesse que os Prémios de Qualidade de Serviço têm despertado nas entidades gestoras, cumprindo-se deste modo o objectivo de promover a melhoria dos serviços de águas e resíduos em Portugal.

 

Documentos Associados