Este sítio utiliza cookies para assegurar uma melhor experiência de utilização. Ao continuar a navegar está a concordar com a sua utilização.

PT EN

Prémios de Qualidade de Serviço em Águas e Resíduos 2009

2010.09.30

A+ A-

A ERSAR e o Jornal Água&Ambiente atribuíram os Prémios de Qualidade de Serviço em Águas e Resíduos de 2009 durante a 4.ª Expo Conferência da Água. Esta iniciativa pretende contribuir para a melhoria da qualidade dos serviços de abastecimento público de água, saneamento de águas residuais urbanas e gestão de resíduos urbanos através da atribuição anual de cinco “Prémios de Qualidade de Serviço em Águas e Resíduos” às entidades gestoras portuguesas que mais  se  distingam  em  diversas  áreas.  Nesta  parceria  colaboram  reconhecidas  associações técnico-científicas (APDA, APESB e APRH) e de um centro de investigação de referência (LNEC).
Os  prémios  atribuídos  reconhecem  a  excelência  das  entidades  gestoras  seleccionadas  e traduzem-se pela entrega de um troféu desenhado pelo Arq.º Álvaro Siza Vieira e fabricado em alumínio reciclado pós-consumo e em ouro branco reciclado pré-consumo, no âmbito do Projecto Remade in Portugal.
O prémio de qualidade de serviço em águas e resíduos 2009 no tema “Qualidade da água para consumo humano” foi atribuído à Câmara Municipal de Vila Verde. O prémio justifica-se pelo relevante papel desta entidade na melhoria da qualidade da água para consumo humano no município, com  o cumprimento integral da frequência regulamentar de análise ao longo dos últimos dois anos e uma evolução muito positiva da percentagem de cumprimento dos valores paramétricos, tendo atingido os 99,52% em 2008. Salienta-se também o grande esforço colocado ao  nível  da  gestão  de  um  sistema  que  integra  a  alta  e  a  baixa,  com  quinze  zonas  de abastecimento, apresentando relativa complexidade, com uma estação de tratamento de água do Rio Homem que trata 94% da água fornecida e um total de quinze origens próprias de água. A estes  resultados  não  é  alheia  a  implementação  de  um  adequado  programa  de  controlo operacional ao nível das captações e da rede de distribuição, suportado por um laboratório criado para o efeito, e o empenho desta entidade gestora na resolução dos problemas remanescentes relativos à qualidade da água.
O prémio de qualidade de serviço em águas e resíduos 2009 no tema “Qualidade de serviço de abastecimento público de água prestado aos utilizadores” foi atribuído à empresa Águas do Cávado,  S.A.. O  prémio  justifica-se  pelo  relevante  papel  da  empresa  na  melhoria  do abastecimento de água à região do Baixo Cávado e Ave, através de um sistema em alta, tendo concluído a execução do plano de investimentos e cobrindo a totalidade do território, com mais de 200 000 alojamentos. Salienta-se o facto de se tratar de uma entidade com uma qualidade de serviço estável no tempo e de elevado nível, com boa qualidade da informação fornecida no âmbito das auditorias e elevada qualidade da água para consumo humano, com cumprimento em 100% da frequência de amostragem e em 100% dos valores paramétricos. Refere-se ainda a obtenção da certificação de qualidade (ISO 9001), ambiental (ISO 14001), de segurança e higiene (OHSAS 18001) e de gestão de recursos humanos (NP4427/2004).
O prémio de qualidade de serviço em águas e resíduos 2009 no tema “Qualidade de serviço de saneamento de águas residuais urbanas prestado aos utilizadores” foi atribuído à empresa SIMLIS, S.A.. Num sector onde ainda há muito para fazer no País, o prémio justifica-se pelo importante papel da empresa na melhoria ambiental da região no que diz especificamente respeito à resolução do problema das águas residuais urbanas, através de um sistema complexo que assegura uma qualidade do serviço em alta estável no tempo e de elevado nível, cobrindo a quase totalidade do território, com mais de 100 000 alojamentos. Como aspectos mais positivos realça-se o facto de ter sido concluída a execução do plano de investimentos, bem como o bom desempenho em termos de tratamento das águas residuais recolhidas, de análises de águas residuais realizadas, de cumprimento dos parâmetros de descarga e de destino adequado de lamas, verificando-se ainda uma boa qualidade da informação fornecida no âmbito das auditorias. Refere-se por fim a obtenção da certificação de qualidade (ISO 9001), ambiental (ISO 14001), de segurança e higiene (OHSAS 18001) e de gestão de recursos humanos (NP4427/2004). 
O prémio de qualidade de serviço em águas e resíduos 2009 no tema “Qualidade de serviço de gestão de resíduos sólidos urbanos prestado aos utilizadores” foi atribuído à empresa VALORLIS - Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos, S.A.. O prémio justifica-se pelo relevante desempenho global da entidade gestora na gestão do sistema multimunicipal de valorização e tratamento de resíduos urbanos da Alta Estremadura. Salienta-se também o esforço colocado ao nível da reciclagem, da recuperação de biogás e da caracterização dos resíduos, a complementar com a construção em curso da unidade de valorização orgânica de resíduos urbanos. Refere-se ainda a obtenção da certificação de qualidade (ISO 9001), ambiental (ISO 14001) e de saúde e segurança no trabalho (OHSAS 18001).
O prémio de qualidade de serviço em águas e resíduos 2009 no tema “Evolução global da qualidade de serviço prestado aos utilizadores” foi atribuído à empresa Valorminho – Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos, S.A.. O prémio justifica-se pela boa evolução da  qualidade  global  de  serviço  prestado  pela  entidade  gestora  na  gestão  do  sistema multimunicipal de tratamento de resíduos urbanos do Vale do Minho, ao longo dos últimos cinco anos, em particular no que se refere à sustentabilidade da entidade gestora e à sustentabilidade ambiental.
O júri entendeu ainda expressar a sua satisfação pelo facto de a Águas de Coimbra, E.M., a EMAC - Empresa de Ambiente de Cascais, E.M., S.A., a EMARP - Empresa Municipal de Águas e Resíduos de Portimão, E.M., a FAGAR - FARO, Gestão de Águas e Resíduos, E.M., os Serviços Municipalizados de Saneamento Básico de Viana do Castelo e a TAVIRA VERDE, Empresa Municipal de Ambiente, E.M., entidades que não são objecto de intervenção regulatória face à legislação em vigor, terem decidido candidatar-se e consequentemente integrar voluntariamente o processo de avaliação da qualidade de serviço referente ao ano 2008.